Follow by Email

sábado, 11 de junho de 2011

SENTIMENTOS - CURADOS POR DEUS
segunda-feira, 1 de março de 2010

Quem nunca se sentiu abandonado? Quem nunca experimentou do cálice do abandono?
Eu amo a palavra de Deus, pois ela não se limita apenas a relatar os sucessos e conquistas dos homens e das mulheres de Deus. Ela não esconde de maneira nenhuma os fracassos, os turbilhões de sentimentos que invadiam a vida dos profetas, dos reis, dos homens das mulheres de Deus.
Eu poderia começar falando de Jeremias, conhecido como o profeta chorão. Um profeta que precisou aprender a lidar com sentimentos que lhe causavam dor. Ou poderia falar sobre Elias, que se sentiu abandonado e sozinho depois de ser poderosamente usado por Deus, derrotando os profetas de Baal. Mas como este blog é destinado a mulher cristã, quero juntamente com você recordar a história de uma mulher que enfrentou o sentimento do abandono, mas quando ela rasgou o seu coração e trouxe a tona, diante de Deus àquele sentimento que lhe causava uma enorme dor emocional, ela foi curada daquilo que consumia a sua alma, e foi ouvida por Deus, recebendo um filho que tanto esperava.
"Ela, pois, com amargura de alma, orou ao SENHOR, e chorou abundantemente." (ver I Samuel 1.10) Esta era a situação de Ana, ela estava amargurada, angustiada. Eu creio, que não era somente a esterilidade de Ana (que em sua época era uma questão muito delicada, pois envolviam questões culturais e religiosas) que trazia a tona tais sentimentos, e nem tão pouco a questão de ser humilhada pela sua rival, 'a outra' mulher de Elcana, uma mulher frutifica que possuía muitos filhos. Mas o que realmente trazia à tona a amargura e angustia que insistia em permanecer no coração de Ana era o sentimento do Abandono. Ana se sentia abandonada e esquecida por Deus.
Angustiada e amargurada Ana fez um voto: "E fez um voto, dizendo: SENHOR dos Exércitos! Se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva não te esqueceres, mas à tua serva deres um filho homem, ao SENHOR o darei todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha".(ver I Samuel 1.11}. Ana se sentia abandonada e esquecida por Deus.
Quem nunca se sentiu abandonada? Abandonada pelo esposo, pelos parentes, pelas amigas, pelas companheiras de oração, e até mesmo pelo próprio Deus? Você não é diferente de grandes homens e mulheres de Deus da Bíblia que se sentiram abandonados.
Nos sentimos abandonados e esquecidos quando as circunstâncias de percas nos envolvem, quando não recebemos ou perdemos aquilo que esperávamos, quando as nossas expectativas são frustradas. Foi exatamente o que aconteceu com Ana, diante da sua expectativa frustrada em relação a ter um filho que nunca chegava ela se sentiu abandonada. Ana poderia ter-se deixado consumir por este sentimento, mas ela tomou uma atitude de fé. Ela entrou no templo e buscou ao Senhor. Ela abriu o seu coração para Deus, trouxe à tona a sua queixa, e a sua vida foi transformada. Quando Ana se prostrou ao pés do Senhor rasgou o seu coração ela foi curada por Deus. Ana não foi curada somente da sua esterilidade, mas da alma e do espírito. Quando Ana desabafou, trouxe à tona aquele sentimento que corroía a sua alma, ela foi curada. Naquele momento de 'desabafo' Ana se esvaziou dos sentimentos de inferioridade, desprezo e abandono, aí então o Espírito de Deus derramou sobre ela o óleo, curando as suas feridas A partir daquele momento Ana não foi mais a mesma. A Bíblia diz que quando Ana saiu do templo ela saiu com o semblante diferente, o semblante de Ana já não era de tristeza e nem de amargura, mas de alegria e de confiança em Deus.
O senhor quer te curar, não somente as suas enfermidades físicas, mas as suas dores emocionais e espirituais, pois Ele já 'levou sobre si, todas as nossas enfermidades'.
Desabafe para Deus as suas queixas e dilemas, rasgue o seu coração com humildade diante de Deus, e com certeza você será vitoriosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário